Tag Archives: Fonoaudiologa Método Padovan

Mecanismos da Fala

O Mecanismo da Fala

Mecanismos da Fala

Mecanismos da Fala

O Mecanismo da Fala

Para falar, nós usamos muitas estruturas e órgãos, além de outras funções bastante complexas, como a respiratória (nariz, boca, úvula, nasofaringe, laringe, epiglote, brônquios, traqueia, pulmão e diafragma) e a digestiva (boca, lábios, dentes, língua, palato (céu da boca).

Logo, se o funcionamento dessas estruturas e funções não estiver adequado, não teremos condições de estabelecer fala e linguagem o mais próximo do normal, ou seja uma fala bem articulada e compreensiva pelo nosso interlocutor (pessoa com quem falamos). Há uma enorme complexidade nos mecanismos que envolvem a fala e a linguagem e os mesmos precisam funcionar com harmonia para alcançar o objetivo da comunicação humana.

O Fonoaudiólogo é o profissional habilitado para adequar toda a harmonia necessária para o bom funcionamento de todas essas estruturas e funções para uma fala adequada, (O Mecanismo da Fala).

Me conte, como é que alguém pode imaginar a possibilidade de se tratar toda essa complexidade com a proposta de um atendimento fonoaudiológico por telemedicina?

Especialista em Motricidade Orofacial pelo Método Padovan de Reorganização Neurofuncional.

https://fonoaudiologafabiana.com.br/fonoaudiologa-metodo-padovan-fabiana-conde-klann/

(11) 9.7229-8534

(11) 3596-6407

Supervisão para Fonoaudiólogos - Método Padovan

Supervisão para Fonoaudiólogos – Método Padovan

Supervisão para Fonoaudiólogos – Método Padovan

Com o objetivo de compartilhar meus conhecimentos teóricos e práticos adquiridos ao longo de 20 anos de experiência sob a supervisão de Beatriz Padovan, criadora do método, estou oferecendo este canal de comunicação: a Supervisão Online em Fonoaudiologia – Método Padovan para Fonoaudiólogos que desejem aprimorar sua prática e atuação clínica.

Como a Supervisão em Fonoaudiologia pode te ajudar?

● Ajudar na escolha das melhores estratégias e protocolos de avaliação;
● Na interpretação dos dados coletados e para montagem do plano terapêutico;
● Na discussão das estratégias terapêuticas em curso e revisão da efetividade delas;
● Compreender casos que envolvem pontos para além da técnica, incluindo aspectos emocionais, sociais e o contexto familiar do paciente.

A oportunidade de dialogar e compartilhar experiências me permite transmitir o conhecimento adquirido ao longo dos anos de trabalho, auxiliar novos profissionais e contribuir para alcançar os melhores resultados para diversos pacientes.

Caso deseje obter uma nova perspectiva, esclarecer dúvidas ou discutir com mais detalhes os benefícios da supervisão de casos clínicos, sinta-se à vontade para entrar em contato.

Fga. Fabiana Conde Klann

Especialista em Motricidade Orofacial pelo Método Padovan de Reorganização Neurofuncional

(11) 9.7229-8534

(11) 3596-6407

https://fonoaudiologafabiana.com.br/supervisao-para-fonoaudiologos/

 

Supervisão Para Fonoaudiólogos - Método Padovan

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade – TDAH

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade – TDAH

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um distúrbio neurobiológico, com predisposição genética, que acomete, geralmente, crianças em idade escolar. A incidência é maior no gênero masculino.

Como a própria definição designa, as dificuldades mais evidentes são: falta de atenção, hiperatividade e distúrbios do comportamento com impulsividade.

Há uma grande dificuldade em manter o foco em atividades, bem como em tolerar ou esperar por algo. Adicionalmente, é desafiador manter-se quieto em um mesmo lugar e desenvolver senso crítico. Essas dificuldades estão frequentemente associadas a uma baixa produtividade no desempenho escolar ou no trabalho. Além disso, surgem dificuldades em respeitar as prioridades das tarefas do dia-a-dia.

O desenvolvimento da fala é mais lento para aqueles com o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), o que pode levar a alterações na articulação dos fonemas. Além disso, a coordenação motora tende a ser inadequada, e a noção temporoespacial é frequentemente comprometida. Outro ponto a ser considerado é que, geralmente, os detalhes passam desapercebidos.

Os sinais aparecem na infância e, geralmente, perduram por toda vida.

Há classificações diferentes do TDAH, são elas:

  • Predomínio da Hiperatividade: São inquietos, impacientes, impulsivos e falam muito. Na adolescência e na vida adulta há pouca ocorrência de hiperatividade.
  • Tipo misto – Predomínio de desatenção: Dificuldade em: se concentrar, atender comandos simples, realizar atividades com organização, iniciar e finalizar uma tarefa.

Características gerais:

  • São mais distraídos
  • Esquecem onde deixaram as coisas
  • Esquecem o que estavam fazendo
  • Não se atém à detalhes
  • Erros são frequentes (prejuízo na aprendizagem e no desempenho do trabalho)

Em relação à socialização:

  • São mal tolerados pela família
  • Excluídos de grupos
  • Baixa estima

As causas do TDAH podem ter diversas origens:

  • Hereditárias/genéticas
  • Neuroanatômicas
  • Substâncias ingeridas pela mãe na gravidez
  • Sofrimento fetal
  • Intoxicação por metais pesados

O diagnóstico é feito clinicamente por um médico pediatra, neurologista ou psiquiatra, e geralmente envolve uma avaliação abrangente. O tratamento, por sua vez, pode requerer a colaboração de profissionais de diversas áreas, como fonoaudiólogos e psicólogos. Em certos casos, pode-se optar por uma intervenção medicamentosa complementar, dependendo das necessidades específicas do paciente.

O trabalho com a abordagem fonoaudiológica, pelo Método Padovan, tem como objetivos e resultados:

  • Coordenação motora adequada
  • Melhora na atenção e concentração
  • Compreensão e agilidade no atendimento a comandos simples
  • Organização temporoespacial
  • Tolerância a esperar por algo ou alguém
  • Adequação na articulação e produção de fala e linguagem
  • Organização na realização de atividades
  • Boa produtividade e rendimento escolar/trabalho

Fga. Fabiana Conde Klann

Especialista em Motricidade Orofacial pelo Método Padovan de Reorganização Neurofuncional

(11) 9.7229-8534

(11) 3596-6407

https://fonoaudiologafabiana.com.br/patologias-tratadas-metodo-padovan/

Disgrafia - Alterações no Processo de Aprendizagem

Disgrafia – Alterações no Processo de Aprendizagem

Disgrafia – Alterações no Processo de Aprendizagem

A Disgrafia – Alterações no Processo de Aprendizagem, é uma alteração específica, que ocorre no processo de aprendizagem, relacionada à escrita, especificamente à caligrafia.

Tal alteração pode tornar a escrita ilegível e/ou de difícil compreensão. Geralmente a letra desses pacientes tem um traçado irregular, além de haver uma desorganização importante na delimitação do espaço do papel.

Pode haver dificuldade nas regras ortográficas, na coerência textual ou na clareza das ideias do texto produzido.

Pacientes que apresentam disgrafia, podem ter muitas dificuldades para realizar atividades manuais no geral, devido a incoordenação motora global.

Como causas da disgrafia, temos:

Imaturidade da motricidade global e fina

Alterações no equilíbrio e de lateralidade

Dificuldades na estruturação espaço temporal

Instrumentos/processos pedagógicos inadequados

Alterações na coordenação visomotora

 

O trabalho fonoaudiológico com o Método Padovan vai ter como resultados:

Melhoras na coordenação motora global e motora fina

Letra legível

Adequação no equilíbrio e nas funções de lateralidade, na noção de espaço temporal e na coordenação visomotora

Fga. Fabiana Conde Klann

Especialista em Motricidade Orofacial pelo Método Padovan de Reorganização Neurofuncional

(11) 9.7229-8534

(11) 3596-6407

https://fonoaudiologafabiana.com.br/patologias-tratadas-metodo-padovan/

 

Doença de Huntington

Doença de Huntington – Genética, Degenerativa e Hereditária

A Doença de Huntington, uma patologia genética, degenerativa e hereditária, pode afetar ambos os gêneros (feminino e masculino).

Além disso, é conhecida como Coreia de Huntington, devido ao fato de que um dos primeiros sintomas é a coreia, caracterizada por movimentos involuntários que se intensificam à medida que a doença progride.

Principais sintomas:

  • Dificuldade na marcha/andar
  • Alterações no equilíbrio
  • Alterações nas habilidades manuais: movimentos involuntários e rigidez
  • Alterações no processo da deglutição: engasgos muito frequentes
  • Disfagia
  • Alterações na articulação e velocidade da fala
  • As funções que requerem concentração e memória são afetadas
  • Pode ocorrer alteração de humor

Os sintomas podem surgir antes dos 20 anos, no entanto, é mais comum que se manifestem a partir dos 40 anos de idade

É importante ressaltar que a Doença de Huntington não possui cura. No entanto, o trabalho fonoaudiológico com o Método Padovan desempenha um papel crucial na gestão dos sinais e sintomas apresentados pelos pacientes. Esse tipo de intervenção não apenas ajuda a mitigar os efeitos da doença, mas também desacelera sua progressão, proporcionando uma melhor qualidade de vida ao paciente..

Além disso, é válido destacar que o trabalho fonoaudiológico com o Método Padovan contribui significativamente para o prognóstico do paciente, oferecendo esperança e melhora contínua em sua condição.

  • Diminuição dos movimentos involuntários
  • Equilíbrio e boa estruturação para marcha mais adequada
  • Controle voluntário dos movimentos manuais
  • Melhor controle do processo da deglutição
  • Produção de fala com melhor articulação e ritmo adequado
  • Capacidades de atenção, concentração e memória têm seus quadros com melhoras significativas.

Fga. Fabiana Conde Klann

Especialista em Motricidade Orofacial pelo Método Padovan de Reorganização Neurofuncional

(11) 9.7229-8534

(11) 3596-6407

https://fonoaudiologafabiana.com.br/patologias-tratadas-metodo-padovan/